Dica 1 - Felicidade no trabalho

27 Aug 2018

Olá, tudo bem?

 

Conforme combinado, aqui estou eu com o 1º de 12 artigos relativos à Arte da Felicidade no Trabalho. Esse título não é meu! Peguei emprestado de um livro do Dalai Lama, que li há alguns anos quando estava muito insatisfeita, pela segunda vez, no meu trabalho.

 

O conteúdo que vou trazer não é exatamente o do livro. Vamos falar aqui de intervenções da Psicologia Positiva que podem nos ajudar a passar por um período difícil, de maneira mais otimista, pró-ativa, saindo do vitimismo e nos colocando no papel de autores da nossa própria vida.

 

Afinal, estar bem é uma construção feita por nós e mais ninguém!

 

É importante darmos uma paradinha para reflexão...quando estamos insatisfeitos no trabalho, independente do motivo, temos duas opções:

  1. procurar melhorar as atuais circunstâncias OU

  2. abraçar uma nova atividade!

A segunda opção nem sempre é possível de imediato. Ela requer alguns preparativos como (i) ter clareza sobre qual seria essa outra atividade, (ii) buscar estudar e se preparar tecnicamente para seu exercício, (iii) construir novo networking, (iv) abraçar oportunidades relacionadas a essa nova carreira...enfim! Aqui temos um tempo de plantio até a futura colheira que demanda planejamento, tempo, disciplina e perseverança.

 

Nem sempre é possível simplesmente sair do emprego e chutar o pau da barraca!

 

Daí, vamos para a 1ª opção: melhorar as atuais circunstâncias! Certo? Mas como?

Você já deve ter ouvido falar na gratidão...está na moda, sei disso, mas já procurou colocar em prática de maneira consciente e constante?

 

Então, experimente! Porque sempre tem alguma coisa boa na nossa vida!

 

A gratidão é uma sensação percebida de maravilhamento, agradecimento e valorização da vida. É muito mais do que dizer obrigado!

 

De acordo com estudos científicos, ela gera:

  • felicidade, energia/vitalidade, esperança, proporciona emoções positivas, torna as pessoas mais prestativas e empáticas, mais espiritualizadas, menos materialistas;

  • Diminui a probabilidade de depressão, ansiedade, solidão, inveja e neurose.

E quem não deseja isso para a própria vida?

 

Para praticá-la, é necessário um foco no momento presente. Duas maneiras indicadas são as seguintes:

 

1 – Tenha um Diário da Gratidão: escolha um horário em que disponha de alguns minutos e que possa refletir com ponderação; pense em 3 motivos pelos quais se acha grato, desde os rotineiros até os grandes momentos;

 

Para que essa identificação seja real na sua mente e se torne algo positivo é importante que você registre no seu diário!

 

Além de escrever, contemple cada um dos objetos de gratidão; refleta sobre o motivo pelo qual é grato e como sua vida foi enriquecida; admita um pensamento ingrato por dia e o substitua por um pelo qual se é grato; tenha um Parceiro de gratidão, ou seja, um amigo com o qual possa dividir essas conclusões, tendo conversas saudáveis e não aquele reclamatório diário que muitas vezes fazemos por hábito...

 

Minha sugestão é que faça essa experiência por 7 dias consecutivos, até o nosso próximo encontro. Perceba se houve ou não mudança na sua vida após realizar essa prática! Me conte como foi! Compartilhe!

 

Te vejo na segunda!

 

Até até!

 

Andrea Aguiar

 

Compartilhe
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square