Felicidade no Trabalho: desenvolvendo o otimismo

Olá, olá!

Seguimos com nosso artigo 2/12, com o objetivo de ter uma vida mais feliz no trabalho!

 

Quando uso o termo Felicidade, não quero que pense naquela coisa rasa de emotionssorrindo e todos iludidos e romanticamente felizes, vivendo uma hipocrisia...

 

Quero te convidar a entender a Felicidade como um sinônimo de estar bem, apesar de...fez sentido?

 

Pense que merecemos nos sentir bem e viver com qualidade em todas as áreas da nossa vida. Sim, esse é um direito de todo o ser humano: viver bem!

 

No dia-a-dia do trabalho isso é mais essencial ainda, pois passamos grande parte dos nossos dias dentro do ambiente profissional. Trazer uma qualidade de vida para dentro da instituição é fundamental. Algumas pessoas reclamam das empresas falando que elas não fazem nada ou quase nada para proporcionar essa 'tal qualidade de vida'.

 

Então, vou te dar uma recomendação: busque você mesmo! Não espere a empresa ter essa iniciativa. Faça você, por você e para você!

 

E dentro dessa perspectiva, a intenção de bem-estar ensinada pela Psicologia Positiva que vou compartilhar com você é o otimismo.

 

Quem nunca esteve desanimado com o trabalho. Sem acreditar que as coisas vão melhorar...que o projeto vai realmente sair do papel...que seu ambiente será remodelado...que você conseguirá aumentar sua equipe...será promovido...receberá um aumento...enfim...são tantas coisas que desejamos, merecemos, mas nem sempre alcançamos no nosso tempo né?

 

Já trabalhei em empresas cujo ambiente era muito tóxico. A falta de perspectiva de todos os colegas fazia com que a energia do lugar ficasse péssima. Junto com a insatisfação e falta de esperança, vinha a reclamação que contaminava tudo e todos. Os almoços eram só pra reclamar do chefe, da empresa, dos colegas, dos setores...essa constante reclamação mina a vitalidade, nos deixando sem energia, motivação, acabando com os processos criativos e tudo mais.

 

Assim, ser otimista é uma boa! Olhar para o lado alegre, o bom de uma situação ruim, o que está certo, sentir-se bem a respeito do seu futuro e do futuro do mundo ou confiar que se sairá bem hoje, considerando a sua realidade.

 

Não pense que o otimista é uma pessoa iludida. As pesquisas científicas mostram que "os otimistas são mais – não menos – vigilantes em relação aos riscos e ameaças e são muito conscientes de que os resultados positivos dependem do SEUS esforços." Ou seja, ser otimista te faz sair do papel de vítima e de chato (sim, porque o pessimista é chato!). Dessa maneira, vocè abre seu campo de visão e atuação, partindo para soluções e consequentemente produzindo melhor dentro do contexto.

 

Pode até ser que você não consiga mudar seu ambiente de trabalho, mas com certeza irá influenciar seus pares de maneira saudável. Além disso, terá energia para buscar outras opções de serviços e quem sabe, pegar uma outra estrada que te deixe mais realizado?

 

Você (i) planejará melhor suas ações; (ii) terá perseverança; (iii) irá manter altos níveis de bem-estar e saúde mental durante fases de estresse.

 

Como colocar o otimismo em prática?

  1. Faça alguns períodos de silêncio e evite ficar conversando fiado com as pessoas. Observe a qualidade dos seus pensamentos durante esse período de silêncio. Comece a identificar o que é positivo e o que é reclamação...

  2. Pare de reclamar - sim, isso é difícil, mas não é impossível. Coloque um lembrete no seu celular e estabeleça metas diárias de tempos sem reclamação. Por exemplo, vou ficar a parte da manhã sem reclamar. E daí, vai aumentando e percebendo como seu humor e energia vão se alterando.

  3. Identifique uma situação que te deixou desanimado e pessimista e reflita nas seguintes questões:

₋O que mais poderia essa situação significar?

 

₋É possível retirar algo bom disso?

₋Apresenta alguma oportunidade para mim?

₋Que lições posso aprender e aplicar no futuro?

₋Desenvolvi forças em conseqüência disso? 

Aqui você irá aprender a ver o lado bom das coisas!

 

Minha sugestão é que faça essa experiência por 7 dias consecutivos, até o nosso próximo encontro. Perceba se houve ou não mudança na sua vida após realizar essa prática! Me conte como foi!

 

Compartilhe!

 

Te vejo no próximo post!

 

Até até!

Andrea Aguiar

 

Compartilhe
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square